Filhos de 4 Patas

Eu, você, (sem) filhos e um cachorro!

O mundo mudou, e com ele os pensamentos de homens e mulheres. Antigamente ter filhos era uma obrigação do casal. Aquele que não os tivesse, ou tinham problemas para se reproduzir ou até se relacionar. Hoje já sabemos que a situação é outra e a opção por não gerar uma prole é algo que vem crescendo cada vez mais.

Resultado de imagem para casal com cão

Mas quem disse que não ter filhos significa não ter uma familia? A família tem por significado membros que vivem em um lar, sob livre e espontânea vontade com laços afetivos entre si.  Apenas ter laços sanguineos não significa ser uma familia. A ideia de não ter filhos já é realidade para muitos casais, mas outros, indecisos, preferem experimentar primeiro o que é criar um animal para, então, ver se têm vocação para a paternidade.

Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) coletados em 2013, mas processadas e publicados em 2015 afirmam que de cada 100 famílias, 44 criam, por exemplo, cachorros e só 36 têm crianças até doze anos de idade. O público felino também vem crescendo cada vez mais nos lares brasileiros e segundo o IBGE, estes já ultrapassaram o número de cães.

Resultado de imagem para casal com gato

São várias as razões que levam os casais a não ter filhos, mas as principais são as responsabilidades em gerar, criar e educar e o simples fato de não quererem exercer a paternidade. Mas acredite: optar por ter animais ao invés de filhos  não significa se ausentar de responsabilidades. Os pets também exigem cuidados e atenção de seus “pais” humanos. Alimentos de boa qualidade, brinquedos, idas ao médico veterinário, exames de rotina, medicamentos, cuidados com higiene além de passeios  e atenções diárias fazem parte dos cuidados a vida de animais domésticos. Então se pensa em não ter filhos para não ter responsabilidades, animais não são indicados.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *