A Chegada dos Filhos

Estamos grávidos, e agora?

Como uma ordem natural da vida, a chegada dos filhos é algo muito importante. Antes ou depois do casamento, essas criaturinhas são capazes de tranformar a vida de todo casal e toda uma família. Mas nem todos os casais optam por ter filhos e já falamos isso uma vez, voce lembra? (se não, olha aqui)

Resultado de imagem para fotos de descoberta gravidez

Mas e quando o casal decide ter um bebê? Ou quando não decidem e mesmo assim ele vem? A notícia da gravidez traz consigo um misto de sentimentos ambíguos de alegria, medo, incerteza, realização, entre outros tantos, ocilando entre a expectativa e a realidade.

Mudanças acontecerão em várias categoriras: emocional, psicológica, biológica, social, familiar e profissional. Os pais devem entrar num processo de reavaliação e reestruturação da relação com os pais e família de origem, cônjuge e com sua própria identidade. Ainda é necessário que cada um construa uma relação com o filho de forma individual. E parecia tão fácil ser pai e mãe não é?

A verdade é que, em muitas vezes, os pais não se dão conta da importância do serem e como irão fazer para conduzir isso.  O nascimento de uma criança implica grandes mudanças e adaptações a novos papéis, responsabilidades e rotinas, havendo assim um enorme impacto na vida pessoal e familiar. Os filhos, deixam o papel de apenas filhos e criam novos papeis, agora como pais. E o cuidado não selimita apenas à manipulação física e a suprir as necessidades básicas, mas a uma disponibilidade psicológica para com o seu bebê às palavras ditas a este novo ser.

Aprender noções de autoridade, negociações e lidar perante a conflitos, desenvolver o sentido de filiação e de ambiente familiar é de grande importância nas interações entre pais e filhos.  Para isso, a segunrança deve estar presente e deve-se fornecer todas as ferramentas para que a criança se desenvolva.

O processo de transição para a maternidade é considerada uma das maiores crises psicologicas na vida da mulher, devido a grandes adaptações e mudanças fisicas e mentais que esta passa durante o período. Dessa forma, o pai exece grande influência nesse processo. Se o homem fica alheio, a criança poderásofrer a sua falta, causando lacunas na formação e desenvolvimento psicológico do mesmo. Cada um tem sua contribuição, igualmente relevante neste processo.

Diante disso fica claro que independe se os pais vivem juntos ou não, a chegada de um filho implica responsabilidades que vão além da conjugalidade.

Para que os filhos cresçam bem (fisicamente e psicologicamente), é necessário um ambiente favorável para o desenvolvimento saudável de sua formação, a participação contínua dos pais, cada um exercendo o papel que lhe cabe. Lembrando sempre que  uma nova familia esta sendo criada e uma nova fase esta iniciando na vida de cada indiviuo. Amor e sensatez agora são palavras de ordem nesse novo ciclo que se inicia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *